Termômetro do Varejo: Pesquisa CNDL/ SPC Brasil aponta que saúde e emprego são as prioridades para a população

Saúde pública e combate ao desemprego devem ser prioridades do país no ano que se iniciou. Isso é o que a maioria dos brasileiros espera para o ano de 2020, segundo pesquisa realizada pela CNDL – Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas e SPC Brasil.

 

De acordo com a pesquisa, 39% dos entrevistados disseram que a melhora na saúde pública e o combate ao desemprego são os principais problemas a serem enfrentados neste ano, para que haja uma retomada do crescimento econômico.

 

A pesquisa mostrou que no ranking de temas que merecem atenção no novo ano, 38% esperam por investimentos em educação, 25% apontam o combate à corrupção, 20% o combate à violência e 18% o controle da inflação. Dezoito por cento dos entrevistados também responderam que a atenção de estar voltada à redução dos impostos.

 

Com relação às áreas que devem registar avanços, 42% dos entrevistados acreditam que as vagas de empregos irão aumentar. Já 35% acreditam que a inflação abaixará e 32% afirmam que haverá redução na inadimplência.

 

A pesquisa mostrou que os consumidores avaliam que algumas áreas não irão evoluir. E, 43% dos entrevistados afirmaram que a melhora da renda e salário seguirão estagnados. Quarenta e dois por cento acredita que os investimentos em saúde não sofrerão alterações.

 

Para o presidente da CDL CG – Câmara de Dirigentes Lojistas de Campo Grande, Adelaido Vila, a pesquisa reforça o trabalho que a entidade tem realizado. “Qualificamos mais de cinco mil pessoas e continuaremos na busca pela excelência no atendimento e no varejo, de uma forma geral. Somos o setor que mais gera emprego e renda em todo o país e queremos que esse crescimento esperado pelos consumidores se concretize em 2020”.

Adelaido ressaltou que a expectativa de contratação dos temporários em 2019 não se formalizou. “Impostos, aumentos de valores dos transportes coletivos, entre outros, fizeram o setor recuar as contratações. Esperamos que para 2020, tenhamos a possibilidade de absorver a mão de obra que tem se qualificado e está a espera de uma oportunidade”.

 

Cenário

Mesmo o crescimento econômico acontecendo de forma gradual, os brasileiros demonstram algum grau de otimismo, quanto ao cenário de 2020.

De acordo com a pesquisa, 45% dos entrevistados possuem a percepção de que a economia está se recuperando. Já 37% avaliam que essa retomada acontece de forma lenta e apenas 8% a veem de maneira acelerada. Trinta e um por cento não perceberam sinais de crescimento e 17% acreditam que a situação econômica está piorando. E, 7% não sabem avaliar.

 

Metodologia

O questionário foi aplicado em 600 pessoas de ambos os sexos e faixa etária acima de 18 anos, em todas as classes sociais e regiões do país. A margem de erro é de 4 pontos percentuais para um intervalo de confiança a 95%. Confira a pesquisa na íntegra pelo link  https://www.spcbrasil.org.br/pesquisas.