CDL veicula outdoors com reflexão sobre caos na saúde

Nunca evitaram o caos. Agora, querem destruir nosso varejo. Com estas frases, a CD CG – Câmara de Dirigentes Lojistas de Campo Grande quer chamar a atenção em uma campanha pelas ruas da capital, sobre a importância do varejo e de mantê-lo vivo.

Em outdoor, a campanha mostra matérias jornalísticas do ano de 2019, nas quais a falta de leito hospitalar já gerava o caos, em todo o Mato Grosso do Sul.

Notícias como a falta de leitos nos hospitais de Campo Grande ocupam espaços nos jornais desde sempre, as medidas sempre foram paliativas e com a pandemia, o problema se evidenciou, sendo diariamente escancarado. “Nunca negamos a pandemia e o risco que a Covid-19 nos oferece. Apenas temos pedido para não pagarmos esta conta sozinhos”, ponderou o presidente da CDL CG, Adelaido Vila.

Para Adelaido, a falta de transparência e diálogo são os principais problemas neste momento de pandemia. “Estamos vivendo isso há um ano. Perdemos muitas vidas, amigos, parentes e também vimos a falência de muitos pais e mães de família, que hoje lutam para não morrer de fome, pois com todas as medidas restritivas, os empregos não sobreviveram”.

O presidente da CDL CG ressalta que o objetivo da campanha é alertar as autoridades competentes. “Temos tentado incansavelmente o diálogo e até isso nos é negado pelo Governo do Estado. Precisamos de medidas que protejam a população sim e nós do varejo, mas do que ninguém temos cumprindo as determinações, mas não podemos arcar com os impostos e tantas outras taxas, que nem foram amenizados neste um ano de portas fechadas. O Governo precisa nos ouvir e começar a sentir na carne, pois é o nosso trabalho que deixa em dia o salário que o gestor público recebe”.