Pix completa dois anos e se consolida como meio de pagamento mais utilizado pelos brasileiros

Neste mês de novembro, o Pix completa dois anos e se consolidou como o meio de pagamento mais utilizado no dia a dia dos brasileiros, de acordo com dados da pesquisa realizada pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPB Brasil), em parceria com o Sebrae. Desde seu lançamento no dia 16 de novembro de 2020 até hoje, alcançou a marca de R$ 12,9 trilhões transacionados.

A presidente da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas de Mato Grosso do Sul (FCDL/MS), Inês Santiago, destaca que a ferramenta se revelou eficaz para os varejistas, que oferecem descontos se o pagamento é realizado pelo Pix. “Reduziu o custo do produto, de 2,5% a 5%, favorecendo assim o consumidor, que economizou, melhorou o fluxo de caixa do nosso varejista, tornou a entrega mais rápida e eficaz, além de ser um meio de pagamento seguro e desburocratizado”.

Enquanto o uso do Pix segue em ascensão, o dinheiro vivo se mostra em queda. A pesquisa revelou que apenas 22% dos brasileiros utilizam dinheiro, seguido do cartão de crédito (35%), cartão de débito (42%) e pix (67%). A preferência pelo Pix é justificada para 62% dos usuários pela rapidez e a praticidade, seguido do fato do valor ser transferido na mesma hora (49%) e não pagar taxas e tarifas (32%).